Nossos Corações Valentes

Sem maquiagem, nem photoshop. Nossos Corações Valentes têm vida no olhar e sorriso genuíno. Confira seus depoimentos e o que eles têm a dizer.
{ Aline Defendi, professora de inglês, Coração Valente - abril de 2018 }

Meu corpo dançou como nunca havia dançado antes, fazendo novos movimentos, coisas que antes eu teria vergonha de fazer por achar que eu iria parecer menos “lady”, uma ridícula. Um ambiente onde não há julgamentos ajuda sim a soltar o corpo, mas quando o julgamento interno cessa, quando alguns padrões são mudados, crenças ressignificadas, é bem mais fácil deixar se levar pela batida e pelos instrumentos de uma música, se abrir para uma alegria diferente, a alegria de dentro, a alegria de sentir a sua própria energia correndo como eletricidade pelo corpo e movimentando tudo, a alma, o coração, os músculos, o sangue.

O caminho do autoconhecimento está longe de ser romântico. Mas é infinitamente mais dolorido passar uma vida inteira não sendo quem você é na essência, vivendo com máscaras. 

Sair da zona de conforto dói sim, mas eu prefiro essa dor a ficar anestesiada.

{ Fabio Camargo, gerente de RH, Coração Valente - abril de 2018 }

Olá amigos, algumas coisas para compartilhar: tenho sentido uma sobriedade intensa, muito gostosa, como não havia sentido antes. Consegui fazer alguns exercícios de separar o que está dentro e o que e fora de mim, e com isso consegui reverter rapidamente algumas ondas de ansiedades que vinham à tona. Passei a me conectar mais com meu corpo, meu andar, meu falar e isso tem mantido uma conexão prazeirosa comigo mesmo. 

Voltei na minha médica hoje e ela concordou em suspender minha medicação para ansiedade... Mais padrão sendo desconstruído ❤️❤️

{ Tiago Yuji, designer, Coração Valente - outubro de 2017 }

Quando voltei para casa, tive que retornar às atividades das quais eu tinha muito dificuldade, relações interpessoais nunca foram o meu forte devido à minha timidez, falta de assertividade e baixa estima. Mas dessa vez não! Consegui me manter calmo e conciso em 100% do tempo. Eu me sentia mais leve, meus sentidos pareciam que estavam funcionando de verdade, as pessoas na rua pareciam me olhar diferente, num bom sentido. Acredito que eu estava transpirando energia e potência. Me senti capaz de realizar qualquer coisa que eu quisesse, me dando uma sensação enorme de poder.

Desde então eu venho tentando meditar em silêncio diariamente, criar meu espaço mental. E praticar a minha respiração, o que me ajuda a acalmar, colocar meus pensamentos em ordem e focar na minha energia interna.

{ Eber Francis, gerente financeiro, Coração Valente - junho de 2017 }

Na sexta-feira ao voltar para casa eu estava nas nuvens, totalmente conectado comigo mesmo, em paz, feliz, pleno. Pela primeira vez na vida realmente me senti preenchido, cheio de mim mesmo.

No sábado fui visitar minha mãe e dei um abraço tão gostoso nela e disse que a amava e estava com saudades. Foi maravilhoso, pois ela retribuiu o abraço e disse que também me amava. Passamos a tarde juntos, eu cozinhei para ela e dei o pontapé inicial para, a partir de agora, construir um novo relacionamento, mais verdadeiro e mais afetivo. Sinto que só tenho amor para dar a ela, creio que os problemas e as dores que vieram à superfície foram expostos e tratados e agora não são mais problema.

{ Eliana Runze, coordenadora de logística e uma Coração Valente - junho de 2017 }

Foi fortíssimo tudo que vivenciei com vocês na fazenda. Definitivamente assimilei que através do corpo consigo acessar meus sentimentos e me aproximar de minha essência que é livre e amorosa.

Esses seis dias foram desafiadores, dolorosos muitas vezes, também deliciosos e cheios de sensações que me fizeram me sentir viva como nunca me senti antes.

Sinto muita gratidão por tudo que vivenciei e pelas novas possibilidades que se abriram que dependem de mim para se manterem incorporadas em mim.

{ Bruno Rodrigues, psicólogo, professor e um Coração Valente - novembro/2014 }

 

A relação com meu pai mudou completamente pós Coração Valente. Foi incrível. E não tivemos nenhuma conversa, está muito claro para mim que algo se modificou em uma camada mais sutil, chega a ser inacreditável Tenho sentido muito amor por ele.

 

Agora pouco ele me ligou e ele pede com jeito, já que ele não gosta de pedir as coisas e eu fiquei feliz, por ter mais um dia ao lado dele. Nada de obrigação.

 

E ao desligar o telefone me ajoelhei, e comecei a orar em voz alta, e agradeci muito, pela vida, por ele, pela família e por vocês, pelo Coração Valente. Feliz pelo movimento imenso que foi feito na relação com meu pai.

{ Veronica Ahrens, coacher e uma Coração Valente - janeiro/2014 }

 

Hoje tive a coragem de procurar uma pessoa com quem tinha uma "pendência emocional" há 15 anos... Pensei muito no Coração Valente e levei toda aquela energia comigo nessa conversa. Foi uma experiência fantástica. Tirei 10kg das costas.

 

Como é bom poder resolver as pendências de nossa vida. Vocês não tem ideia, mas em pensamento estavam TODOS comigo durante essa conversa. Muita gratidão em ter vocês em minha vida, mesmo que distante... Grande beijo!

{ Daniel Patire, fotógrafo e um Coração Valente - janeiro/2014 }

 

Queria compartilhar com vocês como foi andar pela rua até minha casa na sexta a noite. Foi uma caminhada de meia hora. Eu reconhecia os lugares, mas não me reconhecia neles nem no caminhar. O chão com seus desníveis, velhos conhecidos do meu olhar, ficaram para as sensações dos pés. A cabeça erguida, o vento, o barulho dos automóveis... tudo era diferente, pois, eu me sentia outro. Dono de mim.

 

E, assim, foi entrar em casa e conversar com minha esposa, com meus pais. Pela primeira vez, sentia-me conversando com eles. É estranho estar nesse medo conscientemente. Mas me deixei estar. Abraços.

{ Tuco Gabriel, terapeuta e um Coração Valente - janeiro/2014 }

 

Quero compartilhar com vocês como tem sido especial fazer este exercício diário pela manhã, não é mero caminhar que faço, mas um forma de expandir o que noto e tomando conta disso que vou percebendo, as várias formas de pisar no chão, várias formas de respirar e COMO eu faço isso e em cada lugar a diferença vai ficando mais clara, respiração, movimento e som!

 

Apenas queria compartilhar o quanto tem sido especial me sentir mais congruente, sinto, manifesto isso no corpo e noto os pensamentos que chegam, tem sido bem divertido e prazeroso. Sintam-se abraçados com calor!!

{ Fabio West, economista e um Coração Valente - setembro/2013 }

 

Ontem estava muito gostoso olhar os olhos das pessoas. Foi dividindo as minhas dores com as suas e quebrando as minhas barreiras junto com vocês que eu pude sentir que quem quer empregar a minha força é o menininho assustado que eu tanto amo...

 

Vocês todos seguraram a mão dele pra que ele se sentisse mais livre pra poder fazer o que ele mais quer, que é ser espontâneo e relaxado e curtir a beleza em tudo... Fico grato por me acoherem. Sinto que carregamos cada um, um pouco do outro de maneira recíproca. Para mim, isso é amor!

{ Paula Perracini, treinadora de cavalos e uma Coração Valente - setembro/2013 }

 

Muitas saudades de todos e do grupo. Eu não me lembro de ter me sentido tão "em casa", na minha vida. Foi maravilhoso. Nunca me senti tão aceita e amada. Obrigada a todos.

 

Fui trabalhar no haras. Que estranho! As pessoas não se olham, não se falam, não se tocam... Acho que hoje foi a primeira vez que eu realmente olhei para os meus cavalos... Dei aula. Mas estava com muita energia. Assustei um pouco a primeira aluna... Depois tomei mais cuidado. Pensei em respirar o dia inteiro e cada vez que eu começava a falar com alguém… Estou confusa, desorganizada... Mas to muuuuuuuuito feliz!

{ Fabiana Ruas, diretora de TI e uma Coração Valente - setembro/2013 }

 

Ontem cheguei em Sampa com uma sensação incrível de preenchimento. Já tive sensação semelhante antes, mas por situações que sempre envolvia outras pessoas ou desejos alcançados. Ontem foi diferente porque me senti preenchida de mim mesma.

 

Minha intenção era escrever isso no caderninho, mas achei que fazia muito sentido dividir com vocês. Estou sentada no bar do hotel, bebendo um drink (não, não estou embriagada), sozinha. Aliás, sozinha não, acompanhada de mim mesma. (Nunca fiquei sozinha num bar, sempre tive medo desta pessoa q vos fala.)

Beijo grande, aqui e agora!

{ Mel Abib, diretora de marketing e uma Coração Valente - maio/2013 }

 

Uma experiência única, profunda e libertadora; um divisor de águas. Abandonei pesos inúteis carregados de forma inconsciente, ampliei minha percepção sobre mim e meu potencial para viver uma vida plena.

 

Um olhar honesto e amoroso para a história que me trouxe até aqui, valorizando o momento presente e possibilitando a construção de um futuro com meus melhores recursos.

{ Renato Kublikowski, diretor de arte e um Coração Valente - maio/2013 }

 

Logo depois do Coração Valente tive conversas em algumas situações diferentes, no meu trabalho e com minha família. Em todas elas eu me emocionei, de ficar com os olhos cheios. Mas o que realmente importou foi a diferença na profundidade das conversas e mais ainda, a presença da minha essência em toda palavra dita.

 

Resultado: um inicio de um vinculo, o começo de uma nova forma de me relacionar. Minha gratidão é infinita!!!

{ Luciana Cesana, chef e uma Coração Valente - maio/2013 - maio/2013 }

 

Gostaria de compartilhar meu sentimento de muita reconexão. Toda minha energia, criatividade e vontade de fazer diferença no mundo vieram a todo vapor.
Antes do Coração Valente eu vivia já sabendo que não ia conseguir, já sabia que não ia dar certo. As portas estão abertas e estou entrando de cabeça, mas dessa vez com os olhos bem abertos e com a certeza que esse é meu caminho, meu sonho.


Minha total conexão com meu pai me ajuda a manter meus pés no chão e estou vendo nele, meu grande parceiro. Eu olho para ele e me emociono de tanto orgulho. Meu caminho é longo, os obstáculos estarão nele, mas só de pensar nisso, me excito e me tenho força para continuar.

{ Bruna Righesso, jornalista e uma Coração Valente - maio/2013 }

 

O que eu venho sentindo nos últimos dias é uma ampliação da consciência e da capacidade de estar presente em tudo que faço. Notei que meu padrão de defesa mais comum é a fuga, o que - sem apropriação - me torna uma pessoa ansiosa e inquieta, porém, ao me apropriar disso posso usar esse "defeito" como uma qualidade, no sentido de realizar coisas e não ficar acomodada em minha zona de conforto, sem que isso se torne apenas uma maneira de evitar olhar para os sentimentos.

 

Estou muito grata a todos por cada momento vivido e pelas novas possibilidades que se abriram!!

{ Beatriz Sarzana, apresentadora e uma Coração Valente - outubro/2012 }

 

A coragem sempre foi algo que persegui, para abafar, negar o medo que sentia. Cheguei a SP terça e ao começar a dirigir me perdi com o gps sem bateria e me senti despreparada para encarar o mundo de novo...

 

Respirei, encontrei o caminho e tenho tido dias maravilhosos de mais silêncio, maior conexão com as pessoas a minha volta, mais certeza das decisões que já tinha tomado e ao mesmo tempo uma amorosidade comigo mesma e com meus programinhas deliciosa...

 

Sinto-me em paz com minha insegurança e com muita garra para aprender a fazer diferente! Saudades! Gratidão a todos vocês que se doaram e tornaram essa semana tão especial.

{ Adriano Carrijo, advogado e um Coração Valente - outubro/2012 }

 

Consegui meditar por ainda mais dois dias. Percebi nitidamente o programinha querendo começar a atuar logo que acordei, me falando que estava com sono e tal, mas não dei bola e foi muito bom.

 

Na quarta-feira fui almoçar no restaurante indiano próximo ao trabalho, pedi meia porção e foi a melhor refeição da minha vida. Senti o sabor dos alimentos, o carinho, como nunca antes havia sentido. Ainda sobrou um pouco de comida.

 

Hoje não consegui meditar, a conexão não está mais tão forte. Senti muita saudades de vocês! Bjs nos corações.

contate-nos!

Próxima data | 2020

18 a 23 de janeiro
​ÚLTIMA TURMA!

Escreva abaixo ou fale com nossa

Produtora Lili Fujiy
(11) 97099-0021 - apenas whatsapp

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
Investimento

06 dias de Vivência
com Hospedagem + Alimentação:

12x R$ 480,00

ou

R$ 5.000 à vista

incluso:

- 02 sessões terapêuticas pós-CV

- encontros semanais online com o grupo durante 2 meses